Professor, empresário e pai em tempos de trabalho remoto

em Blog JB

Confesso que no início, fiquei um pouco assustado com a ideia de ter que desenvolver todas as minhas atividades em casa. Desde muito cedo, sou uma pessoa muito ativa, comecei a trabalhar com 14 anos. Nunca fiquei por muito tempo em casa, na ociosidade, por isso já no início deste novo período de pandemia, pensei sempre em manter a minha produtividade. Tive que me readaptar, encontrar uma forma de continuar o meu trabalho de professor, com aulas remotas e acompanhamento das atividades que os meus alunos desenvolvem, contribuir com a administração das duas empresas que a minha esposa gerencia e ainda (aqui confesso que se trata da atividade mais prazerosa, porém bastante desgastante) cuidar de nossas joias preciosas, duas bebês que temos em casa (uma de dois anos e meio, Maria Eduarda e outra de 2 meses e meio, Ana Beatriz), ou melhor, colaborar com os cuidados das duas pequenas.

Neste novo contexto, reorganizei totalmente meus horários. Procuro realizar uma atividade física por dia, então logo pela manhã faço uma corrida de 5 km, depois verifico o que tenho para desenvolver de trabalho durante o dia e vou alternando os cuidados das pequenas com as atividades relacionadas ao meu trabalho docente. Destaco aqui que tenho a ajuda fundamental da minha querida irmã Fátima, que sempre está do meu lado, colaborando em tudo no que se refere as minhas filhas, e lógico minha esposa Jaqueline Borges, sempre muito otimista, de alto astral e sempre disposta a aprender, ela também realiza uma grande quantidade de tarefas associadas as empresas e sempre à disposição com os cuidados das crianças e da casa.

Em meio a tudo isso procuro também tirar um tempo para leitura, confesso que nunca fui de ler muito, quero dizer, livros de romance, Dramas, etc., mas sempre procurei fazer leitura de artigos específicos das temáticas que me interessam e também reportagens diversas para me manter informado, portanto, procuro sempre um intervalo entre uma atividade e outra para realizar essas leituras, não fico “perdendo” tempo nas redes sociais e isso, acredito ser um ponto favorável, no que se refere ao aproveitamento do meu dia.

Os programas de TV ficaram em segundo plano, mesmo assim, aos finais de semana, ainda consigo assistir um bom filme ou aquele episódio interessante daquela série indicada.

Para finalizar, costumo dizer que tudo que faço, procuro fazer o melhor possível e isso vale pra tudo mesmo, deste modo, acredito que essa premissa também vale na hora de distribuir e otimizar o tempo e realizar as atividades diárias com eficiência, assim os resultados serão sempre satisfatórios, independentemente da condição,  da situação em que vivemos. Temos sempre que acreditar em nosso potencial.

Roberto C. Pinto – professor de Geografia da rede estadual e municipal de ensino e sócio da empresa Jaqueline Borges.

 

0 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *