A importância da retomada do turismo para o varejo

em Jaqueline Borges Master Class

 

 

Sabe-se que o turismo é muito importante para a economia do Brasil e de muitos outros países. Segundo o Ministério do Turismo (2019) esse setor responde por aproximadamente 8% do PIB nacional, incríveis 152,5 bilhões de dólares em 2018.  Entretanto, o que muitas vezes passa despercebido é a relação que o turismo tem com outros segmentos da economia. Alguns setores estão diretamente associados como a hotelaria; a gastronomia e o transporte, no entanto, outros que parecem estar desconectados, quando se tem uma visão mais aprofundada chega-se a conclusão de total integração e interdependência. Nesse grupo citam-se: feiras, farmácias, postos de gasolina, locadoras de veículos e também o setor de vestuário, mais precisamente à produção e comércio de roupas.

Sempre que se tem o planejamento de uma viagem para conhecer novas regiões, independente do tipo de turismo, se histórico-cultural, religioso ou para apreciar belezas naturais, o turista, de forma geral, costuma renovar suas roupas para passear, curtir a praia, piscina, fazer recreação, se divertir, etc. aquisição que também ocorre durante  as viagens, no tempo em que as famílias estão distante de seus lares.

Na loja Jaqueline Borges o turismo sempre nos favoreceu. Afinal, nosso volume de venda de biquíni é significativo e certamente, as viagens favorecem a venda desse produto. Sempre temos alta considerável de venda de moda praia no período do inverno, considerando que em Curitiba, por ser uma cidade de clima mais ameno e as vezes fria, muitas concorrentes não apostam nesse tipo de produto no inverno, temos então, um nicho de mercado ótimo para se trabalhar.

Acontece que nesse período atual, impactado pela pandemia do covid 19, o turismo foi severamente afetado, o que resultou num efeito em cadeia, levando outros segmentos, como os anteriormente descritos, a passarem por dias difíceis e se depararem com grandes desafios. Infelizmente houve regressão nos nossos números em relação ao histórico de anos anteriores, sobretudo de moda praia, devido as viagens canceladas, hotéis fechados, enfim, com o turismo em baixa.  

Depois de um período de profunda crise, as expectativas para o setor começaram a melhorar. Conforme Letícia Toledo do site especializado em investimentos www.infomoney.com.br, “consultores e empresários do setor de turismo preveem que a retomada será lenta e gradual, porém, a boa notícia é que ela deve começar ainda neste ano. Enquanto a temporada de férias de inverno já é considerada perdida, a partir de dezembro, com as férias de verão, muita gente deve voltar a viajar”. Diante disso, podemos acreditar que, gradativamente, o consumo em setores atrelados ao turismo será normalizado, principalmente após a descoberta de vacinas ou remédios eficientes contra o vírus.

A autora citada ainda comenta que, se a atual pandemia estiver em patamares mais controlados, uma segunda fase da recuperação do turismo deve acontecer em meados do primeiro trimestre do próximo ano. Há uma expectativa de que as viagens domésticas de longa distância, que precisam de transporte aéreo, vejam uma retomada.

Contudo, precisamos destacar que uma coisa é certa o turismo será retomado e provavelmente com muito mais força, carregando muitos outros setores em seu vácuo, precisaremos de muito planejamento para aproveitarmos desse momento num futuro que parece cada vez mais próximos.

 

Referências

 

Ministério do Turismo (2020). Cresce a participação do Turismo no PIB nacional. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/12461-cresce-a-participa%C3%A7%C3%A3o-do-turismo-no-pib-nacional.html#:~:text=Segundo%20a%20pesquisa%2C%20elaborada%20pela,(US%24%20163%20bilh%C3%B5es).

 

 

TOLEDO L. (2020) Turismo: saiba como será a retomada pós-pandemia. Disponível em: https://www.infomoney.com.br/negocios/turismo-saiba-como-sera-a-retomada-pos-pandemia/

 

 

0 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *