Metas no varejo

em Jaqueline Borges Master Class

Metas

No ambiente comercial, de grandes desafios em que as empresas fazem parte, a implementação de um programa de metas eficiente pode significar grande vantagem em termos de competitividade e desempenho. As metas de resultado são ferramentas que podem ser suficientes para que uma empresa obtenha desempenho superior aos alcançados em períodos anteriores.

De acordo com Instituto Brasileiro do Coaching – IPC (2020) metas e objetivos são propósitos distintos:

“As metas são tarefas específicas para alcançar objetivos, sendo que elas são temporais, ou seja, têm prazos específicos para acontecerem. Por exemplo, se o seu objetivo é ficar rico, sua meta será traçar caminhos que te levarão à riqueza, como administrar melhor seu dinheiro e ter uma fonte de renda extra nos próximos cinco anos. Quando metas são atingidas, você consegue alcançar os seus objetivos. Outro exemplo: você quer tornar sua empresa mais conhecida no mercado. Esse é o seu objetivo. Suas metas serão criar meios de comunicação entre sua corporação e o público-alvo e investir em um marketing eficaz”.

 Conforme descrito anteriormente, metas referem-se ao percurso para atingir objetivos maiores. As metas para a uma determinada equipe, devem ser estipuladas anteriormente, ou seja, planejada com antecedência, procure organizá-las com um tempo razoável de antecedência, portanto, faça um planejamento do que você quer anual, semestral, mensal, quinzenal, semanal e até diário. A sua equipe deve estar totalmente inserida nas metas, deve saber exatamente onde ela quer chegar, quais os objetivos. Lembre-se que as metas não podem ser modificadas, a não ser que aconteça algo como estamos vivenciando atualmente. Não podemos gerar uma meta super alta e no meio do caminho reduzi-la, de forma alguma.

É muito importante, nesse processo, fazer com que a sua equipe vivencie diariamente o processo. Estimule as situações fazendo com que haja interesse de fato, para a equipe atingir as metas definidas. As bonificações, não podem se resumir ao formato de pagamento em dinheiro. Devemos pensar em diversas modalidades de bonificações. Na minha empresa por exemplo, temos um programa de milhas, isso favoreceu muito, obviamente que precisamos alinhar sempre às questões trabalhistas, mas a partir do momento que desenvolvemos este programa de milhas, nossas metas foram atingidas com maior frequência e muito muitas vezes superadas.

 

Definindo um plano de ação

  • Fique de olho no progresso do programa de metas. Pense em como poderá medir o progresso em direção ao seu objetivo maior.
  • Especifique seus objetivos, ou seja, tenha objetivos bem definidos e delimitados.
  • Crie metas mensuráveis, alcançáveis, nada de propostas inatingíveis.
  • Considere essencial definir o prazo para atingir determinada meta.
  • Determine as prioridades do seu programa de metas.
  • Seja realista em suas propostas.
  • Continue definindo novos programas de metas.

Conforme Neto et. al. (2011, p. 113) “um sistema de metas, todavia, deve estar alinhado com as estratégias da empresa. A formulação da estratégia, considerando seu aspecto clássico formal, baseia-se na ideia de escolher uma entre as várias alternativas de rumos da organização e seguir o rumo escolhido por um determinado tempo”.

O plano de ação, sistematiza uma sequência ideal para elaboração de um programa de metas eficiente e este torna-se fundamental, uma vez que, faz parte de um roteiro que fundamenta o planejamento que antecede o processo como um todo, portanto, a ausência deste item, pode resultar em prejuízos desnecessários para o programa de metas da empresa. Fique atento as suas estratégias.

Desejo muito sucesso e que você  não desista nunca de buscar os melhores resultados para sua empresa . 

Jaqueline  Borges 

Referências Bibliográficas:

Instituto Brasileiro do Coaching – IPC (2020). Disponível em:  https://www.ibccoaching.com.br/portal/metas-e-objetivos/metas-objetivos-diferencas-exemplos/

 

NETO, Mário Teixeira Reis; DO COUTO, João Henrique Soares; GONÇALVES, Carlos Alberto. As limitações dos sistemas de metas. Ciências da Administração, v. 13, n. 29, p. 112-132, 2011.

0 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *