Cardápio de verão

Ah, o verão. Férias, calor, praia, piscina, passeios. Tantas opções de coisas para fazer, que às vezes parece faltar tempo. Um dos campos que acaba sofrendo impacto dessa variedade é a alimentação. Seja graças à correria ou simplesmente pelo calor, acabamos não prestando muita atenção no que estamos comendo (ou não), isso pode acabar prejudicando sua dieta e sua saúde. Então, para ajudar você a aproveitar o melhor da estação sem escorregar no cardápio, criamos este post. Confira!

 

Apela para simplicidade

Você, com toda a certeza já deve ter ouvido a frase “menos é mais”. Ela cabe com uma luva no que se refere à alimentação para o verão, principalmente no que se refere a carboidratos. Durante o período, priorize frutas, vegetais, legumes, alguns tubérculos e cereais integrais, por exemplo. Isso porque eles são digeridos e absorvidos mais lentamente pelo corpo, evitando picos de glicemia (níveis de açúcar no sangue). 

 

Trocas são bem-vindas

Para facilitar tanto a digestão e evitar mal-estares, substitua alimentos gordurosos, que costumam ser mais consumidos nos dias frios (como carnes, queijos amarelos, empanados e frituras) por alimentos ricos em gorduras boas, como azeite de oliva, castanhas, nozes, sementes, o abacate e o açaí.

 

Equilibre sabores
O excesso de calor é um dos fatores responsáveis pela retenção de líquido, deixando o corpo mais inchado. O problema pode agravar-se com o consumo excessivo de sal e açúcar presentes, principalmente, nos alimentos industrializados. 

 

Salgada, só a água do mar

Reduza o consumo de sal. Uma vez que o sódio em excesso é o maior causador de retenção de líquidos (exacerbando o inchaço nas pernas, comum nos dias quentes) e, ainda, pode aumentar a pressão arterial. O ideal é que o consumo não ultrapasse 5g por dia. 

 

É doce, mas não é mole

Uma tendência natural de alimentação no verão é optarmos por alimentos mais refrescantes. Então, aproveite para consumir frutas, legumes e hortaliças em sua forma natural, sem a necessidade de adicionar sal ou açúcar em quantidades abundantes.

 

Não exagere na dose
Sabemos que não é fácil resistir àquela cervejinha na beira da praia ou àquele drink lindo na piscina, mas convém ter cautela quanto ao consumo de álcool. Se consumido em excesso, pode levar à desidratação, ao ressecamento da pele e ao comprometimento do funcionamento dos rins. Uma dica que vale para qualquer tipo de bebida alcoólica é combinar um copo ou dois de água entre os drinks para prevenir o inchaço e a ressaca no dia seguinte.

 

Se porventura acontecer um excesso, invista no consumo de vegetais e vitaminas no dia seguinte. Eles ajudam a retirar qualquer resíduo prejudicial da bebedeira, Comece com um copo de suco verde e frutas frescas pela manhã, mantendo um cardápio mais leve ao longo do dia.

 

Em resumo, o segredo para aproveitar o melhor do verão sem correr o risco de escorregar na dieta e manter a saúde em dia está no equilíbrio.

 

Gostou do conteúdo? Acompanhe nosso blog e siga nossos perfis nas redes sociais para não perder nenhuma novidade. Até a próxima.